Para reforçar a importância da doação de sangue e atrair novos doadores, no mês de junho é celebrado a campanha Junho Vermelho. A escolha do mês tem a ver com a chegada do inverno, já que com a queda da temperatura, os estoques de hemocentros costumam ficar mais baixos.

 

O que é Doação de Sangue?

A doação de sangue é uma forma salvar vidas de um jeito fácil, rápido, seguro e solidário. Para doar sangue, uma pessoa voluntariamente vai a um centro especializado e disponibiliza seu sangue para ser usado em transfusões ou outras situações clínicas.

A Assembleia Mundial da Saúde, em 2005, designou o dia 14 de Junho para agradecer aos doadores e incentivar mais pessoas a doar sangue livremente. A data foi instituída em homenagem ao nascimento de Karl Landsteiner, imunologista austríaco que descobriu o fator Rh e as várias diferenças entre os tipos sanguíneos. 

 

 

Doação de sangue no Brasil

No Brasil, apenas 1,6% da população doa sangue – um índice baixo, uma vez que a recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS) é que o número, para deixar a população em segurança, é que ele esteja entre 1% e 3%. Para se ter uma ideia, até setembro de 2019, apenas 2,4 milhões de bolsas foram coletadas no país. Na Europa e Estados Unidos, esse percentual é de 5% a 7%.

 

Fonte: Fundação pró – sangue

 

Covid-19 e doações

No mundo todo, os bancos de sangue registraram baixas durante a pandemia de Covid-19. Entretanto, o Ministério da Saúde e os hemocentros garantem que estão tomando todas as medidas de higiene e distanciamento social para evitar chances de contágio nos momentos de doação.

Quem contraiu a Covid-19 pode doar sangue, desde que respeite um período mínimo de 30 dias após a melhora completa de sintomas. O mesmo vale para gripes ou resfriados.

 

Quem pode doar?

Os requisitos para a doação de sangue, atualmente, atende a normas nacionais e internacionais para a triagem de pessoas aptas a realizar o procedimento. No Brasil, quem regula a doação de sangue é o Ministério da Saúde e a Associação Americana de Bancos de Sangue.

  • Idade: entre 16 e 69 anos (pessoas acima de 60 anos só podem doar se já tiverem doado antes dessa idade, menores de 18 precisam estar acompanhados de responsáveis ou com formulário de autorização);
  •  Peso: mínimo de 50 kg;
  •  Repouso: ter dormido no mínimo 6 horas nas últimas 24h;
  • Alimentação: evitar jejum e alimentos gordurosos nas últimas horas e em casos de ter tido refeições fartas no almoço ou jantar, doar após 3 horas;
  • Documentos: apresentar documento de identidade original com foto atual, emitido por órgão oficial (RG, Carteira de Habilitação, Carteira de Trabalho ou Previdência Social);
  • Bebidas: não ter ingerido bebida alcoólica nas últimas 12 horas;
  • Fumo: não ter fumado tabaco por no mínimo 2 horas antes da doação;
  • Exercícios: não ter praticado exercícios físicos exagerados nas últimas 24 horas.

 

Tempo entre as doações:

Homens: podem fazer doação de sangue a cada 60 dias, com máximo de 4 doações a cada 12 meses.

Mulheres: Devem esperar 90 dias entre uma doação e outra, com o máximo de 3 doações no período de 12 meses.

 

Como funciona?

Para doar basta procurar as unidades de coleta de sangue para checar se você atende aos requisitos necessários ou doar junto à Fundação Pró-Sangue (caso você seja de São Paulo).

A Pró-sangue está entre os cinco maiores bancos de sangue da América Latina e é centro de referência da Organização Pan-Americana de Saúde e da Organização Mundial da Saúde. 

Agendamento: www.prosangue.sp.gov.br

Contato: Alô Pró-Sangue (11) 4573-7800

Vídeo:  http://prosangue.sp.gov.br/uploads/pro_sangue/Etapas%20da%20doacao.mp4

 

Após doar sangue, algumas orientações devem ser seguidas:

  • Beba bastante água nas primeiras 24 horas após a doação para repor o volume de sangue perdido;
  • Não tome bebidas alcoólicas nas próximas 24 horas;
  • Não fume nas próximas 2 horas;
  • Evite exercícios físicos nas próximas 12 horas (incluindo subir e descer escadas);
  • Mantenha o curativo por no mínimo 4 horas;
  • Caso o local perfurado volte a sangrar, pressione por 2-5 minutos e troque o curativo, que deverá permanecer por mais 4 horas;
  • Caso tenha mal-estar, notifique o hemocentro o mais breve possível;
  • Caso acredite posteriormente que o seu sangue não deve ser doado por alguma razão
  • não revelada durante as triagens, entre em contato com o hemocentro imediatamente.

 

 

Fatos importantes sobre a doação de sangue

  1. Cada doação de sangue pode salvar até 4 vidas
  2. Não há risco de contrair doenças com a doação
  3. Não há como substituir o sangue, então a doação é a única saída
  4. O organismo repõe rapidamente o sangue doado
  5. Doar sangue não muda a densidade e características de seu sangue
  6. A doação de sangue não engorda ou emagrece
  7. Todo o processo é totalmente sigiloso
  8. Ajudar outras pessoas faz bem para todos, incluindo você

 

Gostou deste artigo? Curta e compartilhe com seus amigos.

Imagens: Envato


0 comentário

Deixe um comentário

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado.